Campus de Piracicaba vai sediar Museu de Logística

Projeto terá acervo formado a partir de doações de empresas ligadas ao setor logístico e deverá ser inaugurado em 2017

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Compartilhar com a sociedade a realidade da logística brasileira, particularmente iniciativas envolvendo os equipamentos de transporte responsáveis pela movimentação das diversas cargas do País nos diferentes modais de transporte: rodoviário, ferroviário, dutoviário, hidroviário e aeroviário.

Esse é o propósito do Museu de Logística Luiz de Queiroz, que teve seu projeto lançado na tarde desta segunda-feira, 21 de novembro, na Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq) da USP, em Piracicaba.

A iniciativa será de responsabilidade do Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (Esalq-Log). O professor José Vicente Caixeta Filho, coordenador do projeto, falou da concepção moderna que envolve a empreitada. “A proposta é expor equipamentos de transportes nos diversos modais, com objetivo de preservar a memória e disseminar a importância dessa área a fim de despertar a necessidade de termos uma mobilidade mais adequada no País.”

O museu será sediado no Grupo Esalq-Log, funcionará ao ar livre e ocupará uma área de 3.113 metros quadrados (m²) em área compartilhada atualmente pelos Departamentos de Economia, Administração e Sociologia, e de Produção Vegetal. Segundo Caixeta, a iniciativa está em fase de captação de peças relacionadas ao transporte de cargas e já conta com o apoio das empresas Raízen Energia e Rumo Logística, ligadas ao setor logístico e do agronegócio, que inicialmente fizeram doações de barcaça, locomotiva e vagões ferroviários.

Augusto Assis Neto e Débora Barros, respectivamente gerente administrativo e coordenadora de Relações Externas da Raízen, estiveram presentes no lançamento. “É importante podermos contribuir com a comunidade, inseridos na nova visão do que deva ser um museu, como algo vivo, além de estar alinhado em uma parceria com a Esalq, instituição com a qual mantemos vários projetos em conjunto e de onde saem profissionais que ocupam hoje funções relevantes nas nossas empresas”, comentou Assis Neto.

A previsão é de que o museu seja inaugurado em agosto de 2017, quando a cidade de Piracicaba completará 250 anos. “Esse projeto, que está diretamente ligado à área de Museologia, oferecerá a toda a população não somente a oportunidade de contemplar seu acervo, mas também de refletir sobre o significado dessas tecnologias com vistas ao desenvolvimento da nossa sociedade”, observou o diretor da Esalq, Luiz Gustavo Nussio, durante o lançamento do projeto.

Caio Albuquerque da Divisão de Comunicação da Esalq

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados