Programa atende crianças e adolescentes com transtornos afetivos

No Brasil, estima-se que a incidência gire em torno de 1% a 3% da população entre 0 e 17 anos, representando um universo de 8 milhões de jovens.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Nas clínicas especializadas, é cada vez maior o número de diagnósticos que envolvem esse tipo de distúrbio. O Instituto de Psiquiatria da Faculdade de Medicina da USP possui um laboratório que atende crianças e adolescentes com depressão grave ou transtorno bipolar. O médico e coordenador do ambulatório do Programa de Atendimento aos Transtornos Afetivos da Infância e Adolescência, Miguel Angelo Boarti, fala sobre o assunto.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados