Estudo identifica relação entre problema de tireoide e tendência suicida

Pesquisa foi publicada em “Archives of Clinical Psychiatry”, revista de psiquiatria da Faculdade de Medicina da USP

  • 1,4K
  •  
  •  
  •  
  •  

A Archives of Clinical Psychiatry disponibilizou sua primeira edição de 2018 (volume 45, número 1 2018). A revista é publicada pelo Departamento de Psiquiatria da Faculdade de Medicina da USP (USP). O novo número apresenta artigos que falam a respeito de desordens de aprendizado, desordem de reconhecimento de emoções e mudanças hormonais ocorridas em pacientes suicidas.

Esse último estudo comparou as tentativas do ato em pacientes com histórico de pensamentos suicidas e em pessoas que nunca tiveram qualquer pensamento ou atitude suicida. Percebeu-se que algumas pessoas do primeiro grupo apresentavam um mal funcionamento da tireoide, supondo-se assim uma relação desses fatores.

A pesquisa foi realizada no Instituto de Saúde Mental de Punjab e no Centro de Medicina Nuclear do Mayo Hospital em Lahore, ambos no Paquistão e buscou uma possível associação do mau funcionamento da tireóide com tentativas de suicídio. Foram selecionados pacientes com história pregressa de tentativa de suicídio ou ideação suicida atual para análise do estado da função tireoidiana (idade entre 15 e 55 anos). Os resultados mostraram que, neste estudo, pacientes suicidas apresentaram maior incidência de distúrbio tireoidiano e menor nível do hormônio T3 em comparação com pacientes psiquiátricos não suicidas. Mais informações sobre o estudo podem ser obtidas com os autores Muhammad Pervaiz, e-mail mpbhatti786@gmail.com e Syed Majid Bukhari, e-mail majidbukhari@ciit.net.pk.

A publicação também conta com um artigo de revisão da literatura, ou seja, que traz o que já foi publicado na área científica até o momento, sobre traços de delírio/alucinação em pacientes com anorexia nervosa, a partir dos pontos de vista fenomenológico, neurobiológico e clínico. Os autores são pesquisadores da Universidade de Valparaíso e da Universidade do Chile.

O periódico é todo em língua inglesa e pode ser acessado na íntegra no Portal de Revistas da USP.

Mais informações sobre a revista: e-mail archives@usp.br.

  • 1,4K
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados