Seminário gratuito promovido pelo IEA discute biotecnologia

Evento, que ocorrerá na sede do instituto no dia 10 de março, analisa as origens e o cenário atual da biotecnologia

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn206Print this pageEmail
Foto: Visual Hunt
Inovação para saúde humana é o foco do evento dia 10 de março – Foto: Visual Hunt

00_zero

A origem e o desenvolvimento da biotecnologia, sua presença no mundo hoje – sobretudo na área da saúde – e o cenário brasileiro do setor serão discutidos no seminário Inovação para Saúde Humana: A Indústria de Biotecnologia, no dia 10 de março, às 10 horas, na Sala de Eventos do Instituto de Estudos Avançados (IEA) da USP.

A exposição será da pesquisadora e consultora Denise Golgher, especializada em tecnologias inovadoras para a saúde humana. A mediação será de Mario Salerno, coordenador do Grupo de Pesquisa Observatório da Inovação e Competitividade, que organiza o seminário.

O evento é gratuito e aberto ao público, mas requer inscrição prévia. Haverá transmissão ao vivo pela internet.

Exposição

A apresentação de Denise terá três partes. Na primeira, explicará o que é a indústria de biotecnologia, sua criação e crescimento nos EUA e os fatores que contribuem para que esse país seja o líder no setor. Ela dará ênfase à descoberta de novas drogas, exemplificando com trabalhos inovadores em medicamentos para câncer.

A segunda parte será dedicada ao panorama mundial da indústria e como o desenvolvimento de tecnologias no setor contribui para a melhoria da saúde da população e, também, para a criação de novos negócios e condições econômicas de um país.

Uma análise da situação do Brasil em relação à biotecnologia concluirá a exposição. Os temas a serem abordados são: base acadêmica, investimentos públicos e privados (considerando instituições de fomento e capital de risco), exemplos de empresas inovadoras e a indústria farmacêutica nacional.

Denise trabalha há 20 anos com biologia celular, imunologia e biotecnologia. Sua experiência inclui estudos e análises de tecnologias emergentes em saúde humana e desenvolvimento de negócios. Ela é mestre em Bioquímica pela USP e doutora em Biologia Celular pela Universidade Johns Hopkins, EUA. Realizou pesquisa de pós-doutorado sobre imunologia de tumores na Universidade de Oxford, Reino Unido, e estudou gestão de negócios na Fundação Dom Cabral.

Mais informações: site http://www.iea.usp.br

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn206Print this pageEmail

Textos relacionados