“A Saga da Humanidade”: evolução humana é tema de curso em vídeo

Publicado no Canal USP, curso do paleoantropólogo Walter Neves amplia informação sobre a história natural que nos trouxe até aqui

  • 286
  •  
  •  
  •  
  •  
Walter Neves, docente do Instituto de Biociências da USP – Foto: Reprodução / Canal USP via Youtube

Perguntar se nós, humanos, descendemos do macaco é inadequado – somos macacos. A evolução que resultou no Homo sapiens não foi linear, e sim feita de idas e vindas. Ficamos bípedes não de uma vez só, mas aos poucos – durante milhões de anos, os hominídeos viveram entre a copa das árvores e o chão: a chamada bipedia facultativa. Quem faz as afirmações é Walter Neves, o maior especialista brasileiro em evolução humana, docente do Instituto de Biociências da USP. Em 12 aulas curtas preparadas especialmente para o Canal USP, o paleoantropólogo apresenta os pontos principais do caminho trilhado pelo ancestral comum a nós e aos chimpanzés até o aparecimento do H. sapiens, 200 mil anos atrás.

Em sua carreira de quarenta anos como pesquisador da evolução humana, Walter Neves reuniu réplicas de crânios das espécies de grandes símios e de hominídeos que nos precederam ou, em certos períodos dessa história de sete milhões de anos, conviveram conosco ou com nossos ancestrais. O curso A Saga da Humanidade baseia-se nessas réplicas, em torno das quais Neves relata os hábitos e características de cada espécie. Do Sahelanthropus tchadensis ao Homo neanderthalensis, o professor nos conduz pela longa saga que levou nossa espécie a ocupar o planeta.

Quem é Walter Neves

Walter Alves Neves é mais conhecido por seus estudos arqueológicos em Lagoa Santa, Minas Gerais, e pelos seus estudos sobre Luzia, o fóssil humano mais antigo encontrado na América Latina. Ao lado de seu interesse científico na macroevolução humana e da formulação de uma nova teoria para o povoamento do continente americano, em que propõe a ocorrência de duas correntes migratórias integradas por dois grupos biológicos distintos, Walter Neves tem também um interesse constante na divulgação científica, o que explica sua decisão de, em 2017, preparar e gravar A Saga da Humanidade.

Para o paleoantropólogo, é tarefa da universidade e do Estado colocar à disposição do público os conhecimentos já reunidos sobre a evolução. “Do ponto de vista científico”, diz ele no vídeo Observações finais do curso, “nós não precisamos de Deus para explicar a origem e a evolução da linhagem até nós. Mas essa ciência é muito pouco apresentada às pessoas no Brasil”.
A Saga da Humanidade é uma contribuição para ampliar a informação disponível sobre a história natural que nos trouxe até aqui.

Gravado em 2017 no Laboratório de Estudos Evolutivos Humanos, no Instituto de Biociências da USP.
Produção: Canal USP. Direção: Mônica Teixeira. Câmeras: Vitor Brandão, Isabella Yoshimura, Lucca Alves, Rafael Simões. Edição: Vitor Brandão, Lucca Alves, Rafael Simões e Mônica Teixeira.

O curso completo pode ser acessado no Canal USP no YouTube.

  • 286
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados