Wisnik fala da mudança de conceito de cidades para pós-urbanas

“Há motivos para se pensar o retorno da aldeia hoje como uma prática positiva”

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

cab_wisnik

logo_radiousp_790px

Foto: Oswaldo Corneti/ Fotos Públicas
Foto: Oswaldo Corneti/ Fotos Públicas

A partir de conceitos elaborados pela filósofa Hanna Arendt no livro A Condição Humana, Guilherme Wisnik trata das mudanças de paradigma em um mundo em constante mutação, que não mais admite o antigo conceito de cidade, substituindo-o pelo conceito de pós-urbano. O que se tem hoje são cidades difusas, dispersas, esparsas, em um mundo inteiramente urbanizado, em torno do qual é possível repensar o próprio conceito de “aldeia global”, lançado pelo filósofo canadense Marshall McLuhan.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados