Uso recorrente de delações premiadas enfraquece o Judiciário

Especialista comenta os efeitos das delações e a influência do País em processos jurídicos ao redor do mundo

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Desde a aceleração do processo da Operação Lava Jato no País, cada vez mais tem ficado evidente a utilização do recurso das delações premiadas como forma de avançar nas investigações. Embora muitos foquem no aspecto positivo trazido por esse mecanismo, também há consequências negativas advindas da frequência com a qual o Judiciário brasileiro tem recorrido a ele.

Gustavo Badaró, professor associado de Direito Processual Penal da Universidade de São Paulo, acredita que o uso de delações seja uma tendência crescente ao redor do mundo, e analisa essa situação como um sinal do enfraquecimento da Justiça.

Ouça o áudio acima.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •