Tela esférica traz nova perspectiva de realidade virtual

Tecnologia desenvolvida em conjunto com a Escola Politécnica da USP é apresentada em evento internacional

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

A 44ª International Conference and Exhibition on Computer Graphics & Interactive Techniques (ACM Siggraph), conferência e exibição tradicional de computação gráfica e tecnologias interativas, acontece entre os dias 31 de julho e 3 de agosto, em Los Angeles, Estados Unidos. A Escola Politécnica da USP (Poli) e a Universidade Federal do ABC participam desta edição com uma nova plataforma multimídia: a tela esférica ou OrbeVR.

Marcelo Zuffo, professor do Departamento de Engenharia de Sistemas Eletrônicos da Poli e coordenador do Centro Interdisciplinar em Tecnologias Interativas (Citi) da USP, descreve que a tela esférica abre novas possibilidades, pois as pessoas não precisam mais se limitar a ficar de um lado da tela. Pode-se, por exemplo, observar um objeto de vários ângulos. Seria algo como uma pseudo-holografia, compara o pesquisador (confira o vídeo demonstrativo).

A tela esférica ou OrbeVR é uma bola de cristal supertransparente, a partir da qual foi desenvolvido um tratamento de superfície para a difusão de imagens – Foto: Reprodução vídeo OrbeVR / Poli

Zuffo fala da importância de terem dado este passo na pesquisa científica e das oportunidades que se abrem ao estarem em contato com grandes indústrias do setor de tecnologia. O pesquisador comenta ainda que nos Estados Unidos muitos professores universitários transitam entre centros de pesquisa de grandes empresas, o que é um motor de inovação.

O professor também narra a história das tecnologias de realidade virtual (VR, na sigla em inglês) no Brasil, enaltecendo o pioneirismo da USP neste processo. Com a Caverna Digital, uma infraestrutura do Núcleo de Realidade Virtual do Laboratório de Sistemas Integráveis da Poli, Marcelo Zuffo conta que se inaugurou uma nova era da realidade virtual  no País e que a tela esférica é fruto desse processo.

O Jornal da USP, uma parceria do Instituto de Estudos Avançados, Faculdade de Medicina e Rádio USP, busca aprofundar temas nacionais e internacionais de maior repercussão e é veiculado de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 9h30, com apresentação de Roxane Ré.

Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 93.7, em Ribeirão Preto FM 107.9, pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo no celular.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados