Saúde mental dos estudantes brasileiros está comprometida

É o que aponta um estudo mundial, segundo o qual os estudantes brasileiros lideram as estatísticas de estresse e ansiedade

Por - Editorias: Atualidades, Rádio USP
Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn76Print this pageEmail

O Brasil é um dos campeões mundiais em estresse e ansiedade dos alunos em sala de aula, um fenômeno que começa ainda nos primeiros anos escolares e se perpetua até a universidade.

56% dos alunos brasileiros entrevistados estão entre os que ficam estressados durante os estudos –  Foto: Assessoria da Poli

Um estudo mundial do Programa de Avaliação Internacional de Estudantes da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) revela que 56% dos alunos brasileiros entrevistados estão entre os que ficam mais estressados durante os estudos. Quando o quesito é a ansiedade na hora da prova, os alunos brasileiros ocupam o segundo lugar no ranking de 180 países.

Na universidade,  a situação não é diferente. No campus da USP,  em Ribeirão Preto, o Centro de Orientação Psicológica (Copi) trabalha com toda sua capacidade de atendimento esgotada. Para se ter uma ideia, o Copi abriu cerca de 40 vagas para atendimento no segundo semestre e elas foram preenchidas em apenas duas horas. Muita gente ficou de fora, a maioria estudante e também alguns funcionários.

A única psicóloga que faz atendimento em horário integral do Copi, Edilene Mendonça Bernardes, é especialista no assunto. Ela diz que são muitas as razões para tanto estresse, a começar pela crise social  e econômica que afeta o País.

Por Ferraz Junior

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn76Print this pageEmail

Textos relacionados