Saldiva lamenta baixa adesão da população à campanha contra febre amarela

Ele diz que o medo de complicações tem levado as pessoas a resistirem a tomar uma vacina segura e eficaz

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Em sua coluna semanal para a Rádio USP, o professor Paulo Saldiva manifesta preocupação com o aumento dos casos de infecção por febre amarela e lamenta a baixa adesão da população em buscar a vacina. Ele lembra que o medicamento deve ser tomado sobretudo por aquelas pessoas que residem em regiões próximas às matas onde a febre foi identificada. De acordo com ele, as complicações causadas pela vacina, produzida a partir de um vírus atenuado, são muito raras – um caso para cada 500 mil vacinações.

“Paradoxalmente, não existe uma vacina contra o medo das complicações da vacina”, comenta Saldiva em determinado trecho de sua coluna. Ele observa que a vacina contra a febre amarela é eficaz e assegura que correr o risco de tomá-la é muito melhor do que ficar à mercê de uma doença que pode levar à morte.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados