Professor avalia riscos de atentados na Olimpíada depois dos recentes ataques internacionais

Para o professor da USP Peter Robert Demant, o Estado Islâmico “tenta revalorizar uma leitura do Islã militante, expansionista e intolerante”

Por - Editorias: Atualidades, Rádio USP
Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail
Foto: Wikimedia Commons
Foto: Wikimedia Commons

Um atentado na capital do Iraque entre a noite de sábado e a madrugada de domingo deixou pelo menos 165 mortos e 225 feridos, segundo a BBC.

O grupo terrorista Estado Islâmico reivindicou a ação, causada por um caminhão frigorífico carregado de explosivos.  O Iraque combate o Estado Islâmico desde junho de 2014, quando foram tomadas amplas regiões do norte e do centro do país.  O grupo muçulmano extremista é formado por sunitas, o maior ramo do islamismo.

Considerando os recentes ataques que ocorreram em diversos países nos últimos meses, o professor Peter Robert Demant analisa, em entrevista à repórter Silvana Pires, os riscos de possíveis atentados durante a Olimpíada deste ano, que será sediada no Rio de Janeiro. Ouça a entrevista na íntegra:

logo_radiousp

Leia mais:

logo jornal rio 2016

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados