Filósofo comenta a diferença da corrupção nos setores público e privado

O colunista explica que a corrupção no setor público causa grandes danos à população, mas os desvios no setor privado também podem prejudicar significativamente as pessoas

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

20161021_corrupção_colunistajaninie
Foto: Reprodução

Na coluna desta semana, o professor Renato Janine Ribeiro compara os pequenos desvios de conduta do dia a dia, como atravessar a rua fora da faixa de pedestres e comprar um CD pirata, à corrupção política que desvia quantias enormes de dinheiro público. Segundo ele, as duas coisas são diferentes principalmente porque os desvios de conduta geralmente prejudicam os autores da infração, enquanto os desvios de verba podem ferir um número grande de pessoas.

Mas as situações podem não estar tão distantes. Ribeiro aponta que os grandes casos de corrupção inviabilizam a construção de hospitais, escolas melhores, estradas e, portanto, lesam muitas pessoas. O professor ressalta, no entanto, que o furto a um único indivíduo também pode privá-lo de realizar uma cirurgia, se educar melhor ou se locomover.

Ouça a íntegra da coluna “Ética e Política”:

logo_radiousp

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados