Remontagem de “Bacantes” é tema da coluna de Guilherme Wisnik

“Bacantes”, um clássico da dramaturgia mundial, volta em cartaz 20 anos depois de sua última montagem pelo Teatro Oficina

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

00_zero

Cena de As Bacantes - Foto: Bob Sousa via Facebook/Teatro
Cena de Bacantes – Foto: Bob Sousa via Facebook/Teatro Oficina

Em sua coluna semanal, Guilherme Wisnik chama a atenção do ouvinte da Rádio USP para a remontagem, pelo Teatro Oficina, da peça Bacantes, do poeta grego Eurípides, ora em cartaz na cidade. O próprio Oficina já havia montado essa peça há 20 anos.  A peça narra o embate entre um deus grego (Dionísio) e um estadista (Penteu) da cidade de Tebas. Na leitura que faz da atual montagem, Wisnik traça paralelos entre a trama e a realidade atual do País.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados