Relatório favorável a Temer na CCJ tem efeito apenas moral

Deputados que se decidirem a favor do presidente em votação correm o risco de ter perda eleitoral em 2018

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Após um primeiro relatório contrário ao presidente Temer, o governo conseguiu fazer substituições que derrubassem o parecer na Comissão de Constituição e Justiça. Em seguida, um novo relatório defendendo o arquivamento da denúncia foi aprovado.

Segundo o professor da Faculdade de Direito de Ribeirão Preto (FD-RP) da USP, Danilo Pontes, essa vitória é apenas moral para Temer. O mais importante está na votação sobre a admissibilidade da denúncia, que ocorre no plenário da Câmara no dia 2 de agosto.

Foto: Lula Marques / AGPT

O professor considera que os deputados que se pronunciarem favoráveis ao governo podem sofrer perdas eleitorais em 2018. Ele explica que diante da grande divisão entre os parlamentares, as negociações entre eles e a possibilidade de novas denúncias sobre o presidente serão decisivas para o resultado do plenário sobre a denúncia.

O Jornal da USP, uma parceria do Instituto de Estudos Avançados, Faculdade de Medicina e Rádio USP, busca aprofundar temas nacionais e internacionais de maior repercussão e é veiculado de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 9h30, com apresentação de Roxane Ré.

Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 93.7, em Ribeirão Preto FM 107.9, pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo no celular.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados