Reforma da Previdência pode sair à custa da reforma ministerial

O cientista político André Singer analisa a atual posição de Temer no tabuleiro do jogo político

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Apesar dos percalços e dos desgastes sofridos até aqui, o cientista político André Singer entende que o governo Temer tem condições de realizar a tão propalada reforma da Previdência. Para tanto, vai precisar de 308 votos, dos quais já está em busca por meio de uma outra reforma, que é a do ministério. Ou seja, o presidente está condicionando esta reforma à da Previdência, embora o PSDB surja aí como a pedra no sapato de Temer.

Singer lembra que o atual governo é muito fraco em termos de popularidade, além de apresentar, após tantas denúncias de corrupção, uma imagem abalada diante da opinião pública. Ainda assim, o colunista acredita que é um governo que tem força no mercado e com capacidade de sustentação no Congresso Nacional. Se Temer realmente conseguir realizar a reforma da Previdência, tudo indica que ficará ainda mais forte no mercado, o que não significa, contudo, que terá força eleitoral no ano que vem.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados