Ramadã leva muçulmanos ao jejum em busca de purificação

O mês do ramadã terminou no dia 24 de junho. O jejum é um dos cinco pilares do islamismo

Por - Editorias: Atualidades, Rádio USP
Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

O ramadã é o mês em que o Alcorão foi revelado. É o nono mês do calendário islâmico, que é diferente do calendário gregoriano, utilizado por nós no Ocidente, por isso varia de época a cada ano. 

Este ano, por exemplo, começou no dia 25 de maio e terminou no dia 24 de junho. É quando os muçulmanos praticam o jejum como ritual de purificação. O jejum é diário. Começa antes da alvorada e acaba após o pôr do sol.

Foto: Fernando Frazão/ Agência Brasil

A professora Francirosy Campos Barbosa, da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da USP de Ribeirão Preto, é especialista na cultura islâmica. Ela explica que o ramadã é importante porque as pessoas se tornam mais introspectivas e voltadas para Alá, voltam-se mais também para suas famílias.

O jejum que se pratica no ramadã é o quarto dos cinco pilares do Islamismo. Os demais pilares são, fé, oração, caridade e peregrinação.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados