Proposta de reforma previdenciária aumenta desigualdade, diz colunista

Para Raquel Rolnik, a proposta de reforma da Previdência torna mais desigual ainda aquilo que já é extremamente desigual em nosso país

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

logo_radiousp790px
.

Foto: Antônio Cruz/Agência Brasil
Foto: Antônio Cruz/Agência Brasil

O governo apresentou a proposta da reforma previdenciária sem avaliar as especificidades de cada uma das regiões, o que muda, e muito, a faixa de contribuição de cada local com o tempo de vida. Por outro lado, o recém- aprovado teto máximo de gastos públicos complica ainda mais a situação das camadas mais desfavorecidas da sociedade, justamente aquelas que moram nas periferias das grandes cidades, que devem ser ainda mais penalizadas, segundo o comentário da professora Raquel Rolnik em sua coluna desta semana na Rádio USP.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados