Programa USP Analisa debate judicialização da saúde

Produzido pela Rádio USP de Ribeirão Preto, o programa trouxe especialistas para discutir um tema que, cada vez mais, desperta a atenção da opinião pública

Por - Editorias: Atualidades, Rádio USP
Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

logo_radiousp790px

logo_radiousp790px

logo_radiousp790px

Entidades que cuidam de pacientes com doenças raras protestam em frente ao STF pela manutenção da distribuição gratuita de medicamentos que não estão na lista do Sistema Único de Saúde - Foto: Elza Fiúza / Agência Brasil
Entidades que cuidam de pacientes com doenças raras protestam em frente ao STF pela manutenção da distribuição gratuita de medicamentos que não estão na lista do Sistema Único de Saúde – Foto: Elza Fiúza / Agência Brasil

No USP Analisa desta semana, o professor José Sebastião dos Santos, da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da USP (FMRP- USP) e o engenheiro Marcos Awad, diretor do Grupo São Francisco, da Fundação Waldemar Barnsley Pessoa e da Fundação Maternidade Sinhá Junqueira, fazem uma análise do Sistema de Saúde Pública no Brasil, com ênfase no SUS. Abordam o financiamento, a judicialização e o gerenciamento, tanto de recursos financeiros como humanos. Para o professor Sebastião dos Santos, que acompanha o sistema há muitos anos, houve avanço, mas, com a democratização da informação no País, a mídia só veicula notícia ruim. Falaram dos novos desafios, como  a longevidade da população e o aparecimento de novas doenças. Para os especialistas, o acesso universal é um dos ganhos do sistema de saúde no Brasil e a judicialização só acontece por uma questão de má gestão na área.

 

 

 

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail