Professor da USP explica a segurança da biometria nas eleições

Ele ainda conta como foram escolhidas as cidades em que o sistema será obrigatório

  • 2
  •  
  •  
  •  
  •  

As eleições deste ano vão contar com uma novidade: a biometria. O período de credenciamento nas cidades do Estado de São Paulo em que esse mecanismo será obrigatório acabou no dia 27 de março. Paulo Henrique dos Santos Lucon, professor da disciplina Processo Eleitoral na Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, explica que o sistema é muito seguro. De acordo com ele, foram feitos vários testes com diversos profissionais, até ocorrer a aprovação da biometria como modo de votação.

O professor conta que o credenciamento foi feito através de um levantamento em várias cidades, baseado no número de habitantes. A partir disso, foram escolhidos em quais municípios o sistema seria obrigatório já neste ano. Essa cidades precisaram atingir um certo número de cadastramento, cerca de 70% da população, para que o projeto se concretizasse. O cidadão que vota em uma das regiões, onde a obrigatoriedade vai valer, e não se credenciou, tem até o dia 9 de maio para resolver sua situação com a Justiça Eleitoral. O Jornal da USP entrou em contato com o Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo, mas não foi atendido. Confira a matéria completa no player acima.

 

  • 2
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados