Professor da USP analisa disputa eleitoral norte-americana

Para o professor Pedro Feliú Ribeiro, apoio de Barack Obama a Hilary Clinton pode angariar votos para a candidata do Partido Democrata

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Acompanhe a entrevista concedida pelo professor Pedro Feliú Ribeiro à repórter Sandra Capomaccio, da Rádio USP:

logo_radiousp790px

O fim das convenções partidárias americanas marca o início oficial do pleito eleitoral para a Presidência dos Estados Unidos. Em novembro, Hillary Clinton, do Partido Democrata e Donald Trump, do Partido Republicano, disputarão a preferência da população americana nas urnas.

20160804_00_eleicoes_euaO professor Pedro Feliú Ribeiro, do Instituto de Relações Internacionais da USP (IRI-USP), aponta que o atual presidente, Barack Obama, assumiu a posição de cabo eleitoral de Hillary Clinton. Segundo Ribeiro, Obama deixa o governo com uma aprovação popular de 51%, número bastante significativo, tendo em vista os 27% abarcados por George W. Bush em seu desligamento. Essa popularidade, de acordo com o professor, pode angariar votos importantes para Hillary, que teoricamente dá prosseguimento ao projeto de governo de Obama.

Ribeiro explica também que o processo eleitoral americano é diferente do brasileiro: lá, o voto para presidente é indireto, ou seja, a população elege delegados e, estes sim, escolhem o presidente. Ele aponta também a pequena margem de diferença entre os dois candidatos. Na última pesquisa, a democrata estava na frente por apenas seis pontos porcentuais, com 41% das intenções de voto, contra 35% de Trump.

 

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados