Planejar a gravidez envolve toda a família

A importância de minimizar os possíveis problemas de uma gestação vai ser debatida em evento

Por - Editorias: Atualidades, Rádio USP
Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

 

Você planejou a sua gestação? Fez plano de parto? Como foi esse momento para você e para a sua família? Essas perguntas devem ser feitas com frequência pela mulher que se descobre grávida.

Foto: Marina Wajnsztejn via Flickr – CC

Segundo a Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia, a gravidez deve ser entendida em três aspectos principais: social, psicológico e biológico. Em qualquer um desses fatores, sua ocorrência não planejada pode, em alguns casos, trazer transtornos. Não quer dizer que, quando a gravidez ocorre inesperadamente, ela seja obrigatoriamente acompanhada de problemas, mas seu planejamento, seguramente, minimiza as possibilidades.

A maternidade é considerada uns dos momentos mais marcantes na vida de uma mulher, que sofre constantes mudanças. É fundamental estar bem resolvida quanto ao parto, ao puerpério e à nova família que vai ser formada.

De acordo com Elaine Christine Dantas Moisés, professora na Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP, a gestação deve ser programada na fase da vida da mulher em que ela esteja em equilíbrio de saúde, de ambiente de harmonia familiar e de questões socioeconômicas.

Esses assuntos serão discutidos  nos dias 27 e 28 de outubro, durante a sexta Jornada de Assistência Materno-Infantil e Cirurgia Ginecológica do Centro de Referência da Saúde da Mulher de Ribeirão Preto, com o tema Integralidade do Cuidado. Detalhes do evento no site www.ribeirao.usp.br.

Por: Vitória Junqueira

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados