Petrobras indeniza investidores americanos

Mesmo se declarando vítima de um esquema, empresa firma acordo de R$ 10 bilhões com acionistas estrangeiros

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Após um esquema de corrupção envolvendo a Petrobras — revelado em 2014 por ações da Operação Lava Jato —, um grupo de investidores americanos, que aplicavam parte de seu dinheiro na empresa, resolveu abrir uma ação judicial contra a estatal. Com argumentos de que não poderiam sofrer múltiplos prejuízos por conta do desvio de verba, os empresários deram prosseguimento ao caso.  

Edifício sede da Petrobras no centro do Rio de Janeiro – Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

A fim de dar término ao processo, neste início de ano, a Petrobras resolveu firmar um acordo com tais acionistas. O combinado foi indenizar o grupo em cerca de US$ 3 bilhões ou R$ 9,5 bilhões  — um dos dez maiores valores financeiros em negociações referentes ao judiciário norte-americano.

Sobre o assunto, a Rádio USP conversou com José Roberto Ferreira Savoia, professor da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade. O docente comentou sobre o temor da estatal com a possibilidade de ser condenada e as perspectivas em relação à possibilidade de ressarcimentos semelhantes aos investidores brasileiros.

Concluindo, o especialista falou das lições que o Brasil pode tirar com esse tipo de acordo e as mudanças pelas quais a Petrobras passou após a Operação Lava Jato.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados