Pesquisa feita nos EUA aponta as profissões do futuro

São também as profissões mais bem pagas – a primeira dentre elas ficou para quem trabalha com inteligência artificial

Em sua coluna semanal, o professor Glauco Arbix comenta uma pesquisa feita nos EUA, a qual aponta os dez melhores empregos e salários para 2018. Participaram da pesquisa centenas de empresários e empresas, que definiram o profissional mais adequado a seus interesses. A lista de ocupações citadas requer gente que trabalha com tecnologia altamente qualificada, como os que se dedicam à inteligência artificial, ou os que lidam com a área de moedas virtuais, sem falar na robótica, que ficou em terceiro posto na pesquisa. O chamado hacker ético – aquele indivíduo que é especialista em encontrar falhas nos sistemas de segurança – também foi citado, assim como o especialista em realidade virtual.

São ocupações cujos salários médios estão bem acima do mercado e que, segundo o professor Glauco Arbix, apontam para o futuro, que “está começando a despontar no Brasil”, respeitando, é claro, as diferenças entre as realidades norte-americana e brasileira. A pesquisa manteve a tendência, já apurada em 2017, de colocar a engenharia de computação entre as profissões mais procuradas pelas empresas.

Textos relacionados