Paulo Saldiva comenta os riscos do parto prematuro

Os casos de nascimentos precoces têm aumentado no mundo todo e podem gerar graves complicações para os bebês

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

20161019_parto_colunistasaldiva
Foto: Visual Hunt

 

 

 

 

 

 

 

Na coluna “Saúde e Meio Ambiente” desta semana, o professor Paulo Saldiva comenta o aumento dos casos de nascimentos prematuros no Brasil e no mundo. Segundo ele, o número de casos é maior – chegando a ser desproporcional – nas grandes zonas urbanas e nas regiões de menor desenvolvimento social e econômico.

Saldiva ressalta que os nascimentos precoces são a maior causa de adoecimento no primeiro ano de vida. Os prematuros geralmente não conseguem regular sua temperatura adequadamente e dependem, portanto, de uma incubadora. Tampouco conseguem respirar corretamente pois não têm todos os alvéolos formados. O professor afirma que essas crianças carregam também maior risco de apresentar dificuldades de aprendizagem na fase adulta, além de maiores chances de desenvolver obesidade e diabetes tipo 2.

Ouça a coluna completa do professor Paulo Saldiva:

logo_radiousp

 

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados