Os perigos do verão

Verão: sol, calor, praia, piscina, mar. Tudo isso é muito bom, mas o lado negativo são as doenças comuns a esta época

Por - Editorias: Atualidades, Rádio USP
Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

00_zero

 

Protetor solar - Foto: Marcos Santos/USP Imagens
Protetor solar – Foto: Marcos Santos/USP Imagens

O verão, época mais quente do ano,  começou oficialmente no dia 21 de dezembro. Além de ser a mais quente, essa é a época do ano que também exige maiores cuidados com a saúde, pois o calor proporciona condições ideais para a ocorrência de algumas doenças, as mais freqüentes sendo  aquelas que levam a perda de líquidos e à desidratação. No entanto, outras doenças também são muito comuns.

A insolação, as micoses e a intoxicação alimentar são doenças relativamente comuns nesta época, que podem atrapalhar os três meses mais aguardados do ano. O mesmo ocorre com as condições climáticas da estação, que podem causar problemas capazes de arruinar as férias: queimaduras solares, mosquitos, pernilongos (muriçocas), isso sem falar de  surtos de doenças como a dengue e a leptospirose.

A falta de higiene, aliada a um  saneamento básico precário,  é a principal responsável por essas condições adversas. Como o calor favorece a proliferação de bactérias, é preciso redobrar os cuidados com a higiene, tanto pessoal quanto alimentar.

Esta edição do programa Diálogos USP – os temas da atualidade trata das doenças do verão.  Para isso, recebe Luciana Samorano, médica dermatologista do  Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HC-FMUSP).

O programa teve apresentação de Marcello Rollemberg, produção de Sandra Capomaccio e trabalhos técnicos de Benevaldo Ribeiro.

 

 

 

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados