O legado da Minustah

Mestranda do Diversitas comenta sobre o balanço dos 13 anos durante os quais militares brasileiros estiveram no Haiti

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

No final de agosto, após treze anos em solo haitiano, tropas brasileiras deixaram o país. Para comentar sobre o legado da missão de paz da ONU, a Rádio USP conversou com Fabiana Nogueira, mestranda do Diversitas, programa de pós-graduação da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP.

Para Fabiana, o fato de ter sido instituída uma nova missão, a Missão das Nações Unidas de Apoio à Justiça no Haiti (MINUJUSTH), é um indicativo de que a Minustah não sanou problemas estruturais do país.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados