Na avaliação de Álvaro Moisés, prisão de Paulo Bernardo prejudica defesa de Dilma Rousseff

José Álvaro Moisés trata em sua coluna de desdobramentos recentes da conjuntura política brasileira

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail
Foto: José Cruz/Agência Brasil
Prisão do ex-ministro Paulo Bernardo – Foto: José Cruz/Agência Brasil

A prisão, na semana passada, do ex-ministro Paulo Bernardo, do PT, pela Operação Custo Brasil – um desdobramento da Operação Lava Jato – é o tema da coluna semanal do cientista político José Álvaro Moisés. Estima-se que o esquema de fraudes de que Bernardo teria se beneficiado movimentou cerca de R$ 100 milhões em propinas, no período compreendido entre 2010 a 2015.

O colunista entende que a prisão de Bernardo, ao trazer um novo condimento para a crise política por que passa o País,  prejudica a defesa da presidente Dilma Rousseff no processo de impeachment ao qual responde.

logo_radiousp

.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados