Mulheres marcam presença e ocupam espaços na cidade

Em sua coluna desta semana, a professora Raquel Rolnik trata da relação da mulher com a cidade de São Paulo

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

cab_raquel_rolnik

logo_radiousp790px00_zero

No Dia Internacional da Mulher, manifestação se posiciona contra as reformas da Previdência, trabalhista e violência contra a mulher, no centro de São Paulo - Foto: Paulo Pinto/AGPT via Fotos Públicas
No Dia Internacional da Mulher, manifestação se posiciona contra as reformas da Previdência, trabalhista e a violência contra a mulher, no centro de São Paulo – Foto: Paulo Pinto/AGPT via Fotos Públicas

Na semana em que se comemora o Dia Internacional da Mulher, a data tem sido comemorada com debates, intervenções, celebrações e homenagens de toda ordem. De acordo com a colunista Raquel Rolnik, esse fato tem muito a ver com a emergência de um novo e forte movimento feminista na Capital. As mulheres têm marcado presença no debate público, especialmente as mulheres negras. Ao mesmo tempo, elas têm se preocupado cada vez mais em ocupar os espaços públicos, apesar dos preconceitos ainda existentes e das ameaças sempre presentes à sua segurança.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados