Moléculas no espaço contam história das estrelas e até da vida

Para João Steiner espaço contém moléculas associadas à formação da vida, mais do que gases e compostos inorgânicos

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Corpos celestes, cometas, estrelas. Tudo isso é imediatamente associado ao espaço. Mas e quanto às proteínas? Surpreendentemente, os aminoácidos que as formam já foram detectados fora da Terra. São mais de 120 tipos de moléculas encontradas no espaço, desde as mais simples, como o hidrogênio, até as mais complexas, como benzeno e até açúcares. Em sua coluna desta semana, o professor João Steiner explica essa diversidade e o que são as chamadas “nuvens moleculares gigantes”, relacionadas aos berçários de estrelas. Ouça no áudio acima.

 

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados