Ministério da Saúde distribuirá preservativos na Vila Olímpica

Médica infectologista comenta para a Rádio USP decisão do Ministério da Saúde, cujo objetivo é prevenir o aumento da incidência das DSTs durante a Olimpíada

Por - Editorias: Atualidades, Rádio USP
Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail
Perspectiva da Vila Olímpica das Olimpíadas Rio 2016 - Foto: Divulgação/Rio 2016
Perspectiva da Vila Olímpica da Olimpíada Rio 2016 – Foto: Divulgação/Rio 2016

Os jogos olímpicos, que vão reunir jovens atletas dos mais diversos países em um mesmo espaço, representam uma preocupação extra para as autoridades da área da saúde. Afinal, como a Aids e as demais doenças sexualmente transmissíveis são uma ameaça sempre presente, o Ministério da Saúde anunciou que pretende distribuir 45 mil preservativos na Vila Olímpica durante a competição, que tem seu início previsto para agosto.

Atenta aos fatos que movimentam o dia a dia dos noticiários, a  Rádio USP ouviu, a respeito da medida adotada por aquela pasta, a opinião da médica infectologista Maria Claudia Stockler, do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP.

logo_radiousp

.

.
logo jornal rio 2016

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados