Melhora do ensino público depende da formação de professores

Falta de debate impede legitimidade de reformas recentes, e plano de médio prazo muda de acordo com os governos

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

.
Na série Repensando o Brasil, o tema é a educação básica e pública. Segundo o professor titular do Departamento de Administração da Educação e Economia da Educação, Romualdo Portela, o desafio atual é melhorar a qualidade do ensino.

Ele explica que o país teve avanços importantes no aumento do acesso ao ensino. No entanto, há graves problemas no ensino médio. Falhas em tornar a educação nesse estágio interessante ao adolescente provoca uma grande evasão escolar.

Além disso, o professor detalha como a formação dos professores está aquém do ideal. A baixa remuneração diminui o apelo do magistério aos alunos no vestibular. O resultado é que os ingressantes nos cursos de licenciatura são aqueles com menores notas. Deficiências na formação e baixa progressão salarial durante a carreira também afetam a qualidade do ensino básico público no Brasil.

O Jornal da USP, uma parceria do Instituto de Estudos Avançados, Faculdade de Medicina e Rádio USP, busca aprofundar temas nacionais e internacionais de maior repercussão e é veiculado de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 9h30, com apresentação de Roxane Ré.

Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 93.7, em Ribeirão Preto FM 107.9, pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo no celular.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados