A fundação da biblioteca frequentada pelos sábios da antiguidade

Segundo especialista, museu que abrigou grande acervo de livros surgiu logo depois da fundação da cidade de Alexandria

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

A fundação da antiga Biblioteca de Alexandria, no Egito, foi o tema da coluna “Bibliomania”, da professora Marisa Midori, que foi ao ar no dia 14 de abril.

Marisa lembrou que Alexandria, no Egito, foi fundada em 331 antes de Cristo, resultado das conquistas de Alexandre Magno. No entanto, o líder macedônio não teve tempo de transformar a cidade na grande capital do Egito. Quem realizou essa obra foi Ptolomeu I, iniciador de uma longa dinastia. Coube a Ptolomeu II (285-246 a. C.) fundar naquela cidade um templo dedicado às musas, ao conhecimento. “Pouco sabemos sobre o interior do edifício e o lugar onde eram guardados os livros”, disse a professora.

Grandes sábios da Antiguidade frequentaram o museu, destacou Marisa. Entre eles estavam Arquimedes, autor do Tratado dos Corpos Flutuantes, e o poeta Calímaco, o mais célebre bibliotecário de Alexandria, autor do primeiro grande catálogo do acervo da biblioteca. “Em Alexandria, a biblioteca organiza e torna acessível uma quantidade espetacular de conhecimento, como no presente”, disse Marisa.

Ouça no link acima a íntegra da coluna de Marisa Midori.

 

 

 

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados