Luta contra escravidão marca trajetória de Xica da Silva

221 anos depois de sua morte, Xica da Silva continua inspirando filmes, documentários, livros, poemas e enredos de escola de samba

.Xica da Silva, que já rendeu filme, documentários e até  enredo de escola de samba, é o tema desta semana da coluna “Diversidades”. Nela, o professor Ricardo Alexino Ferreira traça um breve perfil da vida desse personagem histórico, que afrontou o regime escravocrata brasileiro no século 18. Sua trajetória torna evidente, segundo o colunista, que a escravidão não foi aceita pacificamente pelos negros. Há relatos dando conta de que Xica da Silva, que manteve uma união estável com um homem branco, rico e poderoso, protegia os escravos. E isso em pleno regime escravocrata.

 

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.