Localização de Evidências Digitais combate pornografia infantil

Tecnologia exclusiva da Polícia Federal identifica padrão de arquivos criminosos a partir de banco de dados

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn1Print this pageEmail

Segundo o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), o crime de pornografia infantil consiste em transmitir, receber, bem como possuir e produzir esse tipo de material.

O diretor da Associação Nacional dos Peritos Criminais Federais (APCF), Evandro Lorens, explica como a Polícia Federal procede na investigação. O monitoramento é feito através das redes sociais e sites de compartilhamento de arquivo. A partir do acompanhamento de ações suspeitas, a PF emite um mandado de busca e apreensão.

Foto: leb120 via Flickr – CC

A abordagem da Polícia revela que os criminosos têm, muitas vezes, prática sistemática do crime. Lorens explica que, nas operações, é utilizada a tecnologia de Localização de Evidências Digitais (LED), exclusiva da PF. A ferramenta compara os arquivos armazenados pelo suspeito com um banco de dados de arquivos criminosos já existente. Além disso, a tecnologia também identifica materiais por taxa de exposição de pele humana, caso haja arquivos inéditos.

O diretor da APCF orienta que, caso um cidadão encontre material de pornografia infantil, faça a documentação do arquivo (registro em foto da tela do computador) e denuncie às Polícias Federal ou Civil.

O Jornal da USP, uma parceria do Instituto de Estudos Avançados, Faculdade de Medicina e Rádio USP, busca aprofundar temas nacionais e internacionais de maior repercussão e é veiculado de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 9h30, com apresentação de Roxane Ré.

Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 93.7, em Ribeirão Preto FM 107.9, pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo no celular.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn1Print this pageEmail

Textos relacionados