Julgamento de jornalistas turcos ataca liberdade de imprensa

Para Lins da Silva, embora seja possível identificar vários atentados contra a imprensa no mundo, caso turco é emblemático

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

No dia 24 de julho teve início o julgamento dos jornalistas turcos acusados de apoiar “organizações terroristas armadas”. São 17 jornalistas, dirigentes e outros colaboradores do Cumhuriyet, um dos jornais mais críticos ao presidente Erdogan. Em sua coluna semanal, o professor e jornalista Carlos Eduardo Lins da Silva comenta o caso, que considera um dos mais graves atentados à liberdade de imprensa da atualidade.

Ouça na íntegra.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados