Investigar corrupção é fenômeno contemporâneo e global

O fenômeno da investigação da corrupção não está restrito somente ao Brasil, mas ocorre em todo o mundo

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Na coluna desta semana, o professor Pedro Dallari observa que a investigação da corrupção não é um privilégio do Brasil com a Lava Jato, mas que em maior ou menor escala está acontecendo em todo o mundo. Ele cita os casos dos Estados Unidos, que têm leis rigorosas quanto ao tema, da Inglaterra e do Peru, cujo presidente está nos EUA e será recebido com uma ordem de prisão ao voltar ao seu país.

Mencionando também a operação italiana Mãos Limpas, na década de 1990, Dallari observa que esse fenômeno mundial  tem relação com o empoderamento dos indivíduos e da cidadania e está relacionado ao fato de que atualmente as pessoas têm mais informação, mais capacidade de ação e estão menos propensas a aceitar a malversação dos fundos públicos, até porque isso também afeta seu custo de vida. Confira o áudio acima.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados