Inteligência artificial cria nova classe de profissionais no esporte

Avanços tecnológicos podem deixar profissionais esportivos fora do jogo chamado emprego

  • 18
  •  
  •  
  •  
  •  

Nesta semana, o professor Paulo Roberto Santiago questiona se a inteligência artificial criará nova classe de profissionais do esporte, os “não empregáveis”. O professor explica que “essa temática já vem sendo discutida há anos, principalmente quando se fala em análises de desenvolvimento”.

Santiago diz que, assim como Yuval Noah Harari, autor do livro Sapiens, acredita que a evolução da inteligência artificial irá criar uma nova classe de pessoas, os não empregáveis; ele acredita que isso também possa ocorrer com os profissionais do esporte de alto rendimento.

O professor analisa estudo publicado no periódico Journal of Sports Science in Medicine e conclui: “Decisões e análises que antes dependiam apenas do ser humano, logo serão substituídas pelas máquinas, colocando em xeque esses profissionais, especialmente os que não evoluírem junto com a tecnologia”. Ouça, no link acima, a íntegra da coluna do professor Paulo Santiago.

Por: Thainan Honorato

 

 

  • 18
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados