Inflação de 2017 fecha em baixa mesmo com alta da gasolina, gás e luz

Especialista diz que a inflação anual, de 2,95%, foi baixa pela deflação dos alimentos

Por - Editorias: Atualidades, Rádio USP
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A inflação em 2017 fechou em 2,95%, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Esse foi o menor Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), desde 1998. Em 2016, a inflação foi de 6,29%.

Entretanto, os brasileiros perceberam o aumento dos preços de botijão de gás, planos de saúde, creche, gás encanado, taxa de água e esgoto, energia elétrica e gasolina. Para o professor Edgard Monforte Merlo, da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto (Fearp) da USP, a inflação baixa é resultado da deflação da alimentação no ano passado.

Ele também explica que esse cálculo é baseado em uma pesquisa de orçamento familiar, com famílias de várias rendas, e analisa os diversos gastos. “O IBGE e outros institutos vão fazer essa pesquisa periodicamente e vão identificar quanto do orçamento é gasto com cada item”, afirma.

Por Giovanna Grepi  

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados