Hospitais não estão preparados para atender pacientes com AVC

Octávio Pontes Neto comenta pesquisa sobre a qualidade de atendimento em hospitais e diz que a situação é alarmante

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Nesta semana, o professor Octávio Pontes Neto fala sobre pesquisa do Conselho Federal de Medicina (CFM), divulgada nesta semana, sobre 76% dos hospitais públicos não apresentarem condições adequadas para atendimento das vítimas de Acidente Vascular Cerebral.

O professor explica que a situação é alarmante, pois o AVC é a segunda causa de morte no Brasil e ainda assim é negligenciada. Além da equipe capacitada, faltam aparelhos como, por exemplo, tomógrafo, essencial para diferenciar o AVC isquêmico do hemorrágico e que possuem tratamentos diferentes.  

Ele também fala sobre o atendimento no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (HCFMRP) da USP, que está entre os hospitais classificados como muito adequados, apenas 3%. Ouça acima, na íntegra, o comentário do professor Octávio Pontes Neto.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados