Greves ainda são efetivas para reivindicações de trabalhadores

Análise é do professor Ruy Braga Neto, que comenta o balanço das greves registradas no ano passado

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail
Um  balanço publicado pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese)  apontou que, no ano passado, 2093 greves foram registradas no Brasil. O maior número de greves desde 1978. Em entrevista à Rádio USP, o professor Ruy Braga Neto, do Departamento de Sociologia da Universidade de São Paulo, comentou o assunto.
Em 2016, a principal reivindicação dos movimentos grevistas foi o pagamento dos salários em atraso. Para o professor, isso “denota uma deterioração das condições de trabalho e, consequentemente, uma maior presença dessa situação de crise no dia a dia das empresas e dos trabalhadores”.
Ouça a matéria, na íntegra, no áudio acima.
Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados