Grande Barreira de Corais corre risco

Praga causada por estrelas-do-mar coroa-de-espinho tem degradado os corais

  • 1
  •  
  •  
  •  
  •  

A Grande Barreira de Corais na Austrália abriga o maior recife de corais do planeta. A estrutura, tão extensa que é facilmente vista do espaço, tem uma faixa de 2.200 quilômetros de comprimento, com uma largura que varia de 30 a 740 km.

Desde 1981, é considerada um patrimônio mundial da humanidade, um dos motivos para que seja um grande ponto turístico. Entretanto, uma devastação causada por estrelas-do-mar preocupa o governo australiano.

O professor Alexandre Turra explicou o fenômeno em entrevista à Rádio USP.

Ouça acima.

 

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  • 1
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados