Governabilidade de Temer pode afetar julgamento no TSE

Com parlamentares visando às eleições de 2018, reformas propostas pelo governo foram deixadas de lado

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Segundo o cientista político doutorado pela USP e professor visitante da Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH-USP), Humberto Dantas, o período político atual é de incerteza. Ele explica que o discurso do governo para absolvição no julgamento da chapa Dilma-Temer estava na percepção de melhoria econômica. No entanto, com a crise gerada pelas delações da JBS, o cenário mudou.

Foto: Lula Marques / AGPT via Fotos Públicas

O professor Dantas analisa que os parlamentares deixam as pautas de reformas defendidas pelo governo tendo em vista as eleições de 2018, uma vez que não haverá mais tempo para os efeitos econômicos das medidas até o próximo pleito. Nesse cenário de País paralisado, o cientista político compara o presente momento ao último ano do governo Sarney, em 1989, em que o governo ficou na mesma situação de paralisia.

O Jornal da USP, uma parceria do Instituto de Estudos Avançados e Rádio USP, busca aprofundar temas nacionais e internacionais de maior repercussão e é veiculado de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 9h30, com apresentação de Roxane Ré.

Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 93.7, em Ribeirão Preto FM 107.9, pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo no celular.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados