Gigantes da tecnologia buscam baratear custos com energias renováveis

A estratégia, no entanto, deverá ser reavaliada após a eleição de Donald Trump e a incerteza que paira sob a produção de energia eólica e solar nos Estados Unidos

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Ouça na íntegra:

logo_radiousp_790px

00_zero

20161122_00_grandesRecentemente, a Apple conseguiu autorização para comercializar a energia produzida por uma usina solar adquirida na Califórnia em 2015. A Amazon acaba de anunciar a construção de uma usina de energia eólica no Texas. E o Google uniu-se a uma empresa que oferece painéis solares para casas. Na coluna desta semana, o professor José Goldemberg comenta o interesse dessas gigantes da tecnologia pela energia renovável e o que pode mudar com a eleição de Donald Trump para a Presidência dos Estados Unidos.

 

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados