Formação de marcas pessoais reflete o lado negativo das redes sociais

Para Radfahrer, hoje o indivíduo precisa saber separar a persona pública da persona privada

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

cab_luli

Não é segredo para ninguém que as redes sociais, hoje,  estimulam a formação de marcas pessoais. Para o colunista Luli Radfahrer, isso é muito ruim, sobretudo para os usuários mais novos, “porque, a partir do momento em que o indivíduo percebe que ele é um produto, acaba se tornando um ator de si mesmo e fazendo muito mais o que as pessoas gostam e não aquilo que ele necessariamente gostaria de fazer”. De qualquer forma, isso não elimina a importância da educação midiática.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados