Filme mostra realidade do aquecimento global anunciada há dez anos

Documentário “Uma Verdade Mais Inconveniente” também traz bastidores das negociações globais sobre o clima

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Nesta semana, José Eli da Veiga convida os ouvintes a irem ao cinema. Está em cartaz o filme Uma Verdade Mais Inconveniente (2017), em que o ativista estadunidense Al Gore retoma a discussão sobre as mudanças climáticas que lançou, há dez anos, com o documentário Uma Verdade Inconveniente (2006).

O colunista lembra que o primeiro filme foi importante para chamar a atenção do mundo para o aquecimento global. “Foi só a partir de 2007, quando começou a ‘cair a ficha’ da opinião pública (em relação às mudanças climáticas), é que os países e os governos começaram a se sentir muito mais pressionados a agir”, diz.

Na sequência do documentário, já é possível perceber evidências do que Al Gore havia denunciado anteriormente. Também são mostrados os bastidores das negociações que levaram ao Acordo de Paris,em 2015, e os avanços tecnológicos para o desenvolvimento sustentável. “A questão é saber se a humanidade vai ou não ser capaz de evitar um brutal encurtamento do seu prazo de validade”, diz Eli da Veiga.

O filme está em exibição na  41º Mostra Internacional de Cinema de São Paulo.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados