Exposição fotográfica registra vitrines e fachadas

Além de fotografar fachadas de prédios, o clique da câmera de Dulce Soares expõe vitrines de lojas, como as da Rua São Caetano, que embalam sonhos de noivas

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

cab_wisnik

logo_radiousp790px
.

Fábricas Matarazzo, Barra Funda, 1977 - Foto: Dulce Soares/Acervo IMS
Fábricas Matarazzo, Barra Funda, 1977 – Foto: Dulce Soares/Acervo IMS

Uma exposição em cartaz no Instituto Moreira Salles, em S. Paulo, é o tema da coluna semanal de Guilherme Wisnik. Trata-se da mostra Vitrines e Fachadas, da fotógrafa Dulce Soares, composta de dois ensaios. O ensaio  sobre as fachadas é  “um trabalho de investigação quase antropológico” realizado no final dos anos 1970, tendo como foco o bairro da Barra Funda. Nele, a artista registra a passagem de uma arquitetura eclética para outra mais genérica, em um bairro que passava por transformações. Já o ensaio sobre as vitrines, ao retratar lojas como as da Rua São Caetano, a rua das noivas, destaca o sonho nem sempre consumado de classes socialmente desfavorecidas.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados