Estudos comprovam que alimentos transgênicos são seguros para consumo

Especialista garante que produtos são testados com alta tecnologia, para tranquilidade do consumidor

Por - Editorias: Atualidades, Rádio USP
Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

A repórter Márcia Avanza conversou com a professora Helaine Carrer, da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz  (Esalq), da USP de Piracicaba, sobre estudos que apontam nesse sentido. Acompanhe:

logo_radiousp790px

Foto: CIMMYT/Visualhunt
Foto: CIMMYT/Visualhunt

Estudo da Academia Nacional de Ciências, Engenharia e Medicina dos EUA afirmou que os alimentos transgênicos são seguros. No Brasil, há mais de 20 anos, esses alimentos são testados com segurança e nunca houve registros de problemas no consumo.

Segundo Helaine Carrer, professora da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, da USP de Piracicaba, os transgênicos não fazem mal à saúde, e todos são testados.  Antes de chegarem a ser liberados para o consumo, eles são bastante analisados. Vários aspectos são testados, inclusive os  toxicológicos, além dos efeitos sobre microrganismos e sobre o meio ambiente.

Por que a polêmica? A transgenia é polêmica por utilizar genes alheios à planta para conceder características benéficas a ela, utilizando métodos de recombinação gênica. A tecnologia é bastante segura.

No Brasil, as principais culturas de transgênicos são: soja, milho e algodão.

 

 

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados