Estudo obtém tomates sem semente

Processo ainda exige muitas pesquisas antes de chegar no mercado, mas já produziu os primeiros frutos

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Grupo de pesquisa do Departamento de Ciências Biológicas da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ) estuda método inédito de produção de frutos sem sementes.

O interesse inicial da pesquisa era ter um conhecimento mais apurado sobre o desenvolvimento dos órgãos reprodutivos das plantas, explica o professor da ESALQ, Fabio Tebaldi Silveira Nogueira. A equipe escolheu, então, o tomateiro como modelo, conta o pesquisador.

Foto: Eder Silva

Nogueira fala que já existem algumas frutas sem sementes no mercado, como uvas e melancias, porém, de maneira geral, elas são obtidas por meio da aplicação de alguns hormônios. O que os estudiosos da ESALQ fizeram de diferente foi alterar uma molécula de RNA, que está presente em todas as plantas.

Nogueira comenta que o primeiro passo já foi dado, ou seja,  provar que a ideia funciona. Para a produção em larga escala, entretanto, há um longo caminho pela frente, esclarece o professor.

O Jornal da USP, uma parceria do Instituto de Estudos Avançados, Faculdade de Medicina e Rádio USP, busca aprofundar temas nacionais e internacionais de maior repercussão e é veiculado de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 9h30, com apresentação de Roxane Ré.

Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 93.7, em Ribeirão Preto FM 107.9, pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo no celular.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados