Especialista da USP lidera maior reconstituição criminal do País

Exames de balística, luminol e simulação, baseados nos diversos depoimentos, confirmaram cenário de execução

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Massacre deixou dez posseiros mortos por policiais em Pau D’Arco, no Pará – Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

O professor de Química da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP) da USP, Jesus Antonio Velho, participou da maior reprodução simulada na história da criminalística brasileira e conta como foram realizados os trabalhos de perícia e reconstituição.

Em maio, em Pau D’Arco, sul do Pará, dez posseiros foram assassinados por policiais que cumpriam mandados de prisão. Os testes foram feitos com base nas versões dos envolvidos, tanto acusados quanto sobreviventes.

Familiares das vítimas e líderes de movimentos que monitorizam o caso durante uma sessão pública na sede do capítulo do Rio de Janeiro da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) – Foto: Fernando Frazão / Agência Brasil

O professor explica como as diversas hipóteses foram testadas para comprovar as alegações dos depoimentos e comparar com as informações contidas no processo judicial. Ele explica que todos os vestígios apontam para um cenário de execução, sem reação das vítimas.

O Jornal da USP, uma parceria do Instituto de Estudos Avançados, Faculdade de Medicina e Rádio USP, busca aprofundar temas nacionais e internacionais de maior repercussão e é veiculado de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 9h30, com apresentação de Roxane Ré.

Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 93.7, em Ribeirão Preto FM 107.9, pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo no celular.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados