Escolha do carvão para churrasco tem consequências ambientais

Pesquisa sobre a qualidade do produto analisa diversas marcas para orientar consumidores

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Pesquisa conduzida pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ-USP) testa a qualidade do carvão vegetal utilizado para o preparo de alimentos. A partir de amostras coletadas de diversas marcas, de vários estabelecimentos da cidade de Piracicaba, são avaliadas a qualidade do produto, a toxicidade, relação custo benefício, entre outros aspectos.

Ananias Francisco Dias Júnior, doutorando junto ao Programa de Pós-Graduação em Recursos Florestais da ESALQ,  conta que o estudo foi motivado pela grande quantidade de marcas. Os  resultados, explica o especialista, servem para orientar melhor o consumidor.

O doutorando destaca que o ideal é buscar o carvão oriundo de florestas plantadas de eucalipto. Aqueles, descreve Ananias, cujas peças são maiores, são mais retilíneos e quando se bate uma peça contra a outra o estalo tem som de vidro. Indicativos de que o carvão é de maior qualidade.

O Jornal da USP, uma parceria do Instituto de Estudos Avançados, Faculdade de Medicina e Rádio USP, busca aprofundar temas nacionais e internacionais de maior repercussão e é veiculado de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 9h30, com apresentação de Roxane Ré.

Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 93.7, em Ribeirão Preto FM 107.9, pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo no celular.

Você pode ouvir a entrevista completa no player acima.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados